editor

Grávidas com gripe A seguem internadas em estado grave no Ceará

Decrease Font Size Increase Font Size Text Size Print This Page

Grávidas com gripe A seguem internadas em estado grave no Ceará

Paula Laboissière e Alex Rodrigues

Repórteres da Agência Brasil

Brasília – Duas grávidas diagnosticadas com influenza A (H1N1) – gripe suína seguem internadas em estado grave na Maternidade Escola Assis Chateubriand, em Fortaleza (CE). Os casos, de acordo com a Secretaria de Saúde, foram os primeiros notificados este ano no estado.

Um dos bebês morreu ainda no ventre da mãe e antes que ela conseguisse chegar ao hospital, em razão de uma parada cardiorrespiratória sofrida pela gestante. O outro nasceu com pouco mais de 2 quilos, por meio de cesariana, e está internado na unidade de terapia intensiva (UTI) da maternidade.

Segundo o coordenador de Promoção e Proteção à Saúde, ligado à secretaria estadual, Manoel Fonseca, a mulher cujo bebê sobreviveu estava com 33 semanas de gestação e tem o quadro um pouco melhor, mas ainda grave. Já a outra paciente estava com 25 semanas e está em pior situação, com falência renal e hepática.

Em entrevista à Agência Brasil, ele explicou que é comum que os estados das regiões Norte e Nordeste registrem casos de gripe nesta época, em razão do período chuvoso, da mesma forma que as notificações sobem no período de frio intenso registrado no Sul e Sudeste. Em ambos os casos, as pessoas tendem a se aglomerar, facilitando a contaminação.

“Podemos ter mais casos. Por isso, os profissionais de saúde têm que ser alertados. Grávidas, sobretudo a partir do terceiro mês, devem ficar em observação”, explicou.

Fonseca disse ainda que a Secretaria de Saúde de Beberibe (CE), onde uma das grávidas morava, já foi informada sobre o diagnóstico e que a vigilância epidemiológica local trabalha na região para prevenir novas infecções.

 

Edição: Lílian Beraldo


Print Friendly

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *